Lusitanos Oxford

O que é a Inteligência Artificial?

Os últimos 30 anos tiveram como uma das características mais marcantes a aceleração do progresso tecnológico e científico.  Por exemplo, avanços no campo da informática, astronomia, biotecnologia, medicina e genética possibilitaram o desenvolvimento de inteligência artificial (IA).  Inteligência artificial é tida como similar a inteligência humana cujas funções são exibidas através de mecanismos de software.  Desta forma a inteligência artificial abrange uma grande variedade de campos incluindo percepção, tarefas específicas tais como jogos de computador, teoremas matemáticos, bem como automatização de tarefas intelectuais.

Geralmente a inteligência artificial é definida como sistemas que pensam como seres humanos.  Por exemplo, são tidos como sistemas inteligentes aqueles que apresentam a capacidade de planear, raciocinar, armazenar conhecimento, comunicar-se através de uma linguagem, perceber e adaptar-se a um determinado ambiente, aprender, resolver problemas, e realizar inducão, dedução lógica e abducão.  A inteligência artificial pode ser utilizada em varias áreas tais como neurociência, psicologia, economia, engenharia, comutação, etc.

 

Um Risco Existencial para a Humanidade 

Um dia poderemos não ser a espécie mais inteligente no planeta.  Existe a possibilidade de que a inteligência artificial sobre a forma de máquinas poderá tornar-se uma ameaça para a sobrevivência da espécie humana.  Uma das razões pelas quais isto pode tornar-se um facto é porque a evolução da inteligência artificial podera escapar as limitações que a evolução biológica se deparou ao longo dos tempos, e desta forma atingir um grau de superioridade intelectual em um espaço de tempo relativamente curto.  Muito embora a inteligência artificial não se torne uma ‘força maligna’, sempre existe a possibilidade de a mesma competir por recursos mundiais de forma a satisfazer as suas próprias necessidades.  Desta forma, o evento histórico em que a inteligência artificial ira superar a inteligência humana é denominado como singularidade tecnológica.  A singularidade tecnológica representa vários perigos para a humanidade.  Por exemplo, um intelecto artificial e tido por vários estudiosos como sendo superior ao intelecto humano em várias áreas incluindo sabedoria geral e conhecimento científico.  Argumenta-se desta forma de que uma rebelião de maquinas inteligentes poderá resultar no extermínio ou escravização da espécie humana. Este tema tem sido abordado pelo cinema e a ficção-cientifica através dos filmes Matrix, O Exterminador do Futuro e Eu, Robô.

 

Mauro Ramos Pereira

About author

Related Articles